• Anuncie: 17 9201-0863 claro
  • contato@voceemcasa.com.br
NOTICIAS - Cidade


Jovem de 23 anos morre ao ser atingido por carro na contramão

Jovem de 23 anos morre ao ser atingido por carro na contramão

Cidade

Para o jovem Ismael de Souza Braghin, 23 anos, a noite deste domingo, dia 17, seria como a maioria das outras: ir ao culto da igreja, namorar e depois retornar de moto para casa. Porém, um motorista, que segundo a polícia estava embriagado, tirou a vida de Ismael. O motorista era Júlio César Valim, 40 anos, que havia acabado de sair de uma festa open bar no Recinto de Exposições de Rio Preto, e seguia com um Fiat Pálio pela contramão da BR-153.

O acidente aconteceu às 23h30, no quilômetro 63 da rodovia. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, o teste do bafômetro acusou que o motorista Júlio César Valim apresentava 0,91 miligrama de álcool por litro de sangue, quase vinte vezes acima dos 0,05mg/l permitido. O motorista do carro sofreu ferimentos leves e foi ao Hospital de Base de Rio Preto, onde permanece internado. Ao ter alta, será preso e deverá responder por homicídio culposo na direção de veículo automotor. 

No velório de Ismael, muito emocionada, a irmã dele, Isabela de Sousa Braghin, 21 anos, pediu punição exemplar da Justiça contra o motorista flagrado alcoolizado. “Ele matou meu irmão mais velho, um homem bom, que tinha acabado de sair do culto da igreja, foi levar a namorada até a casa dela e retornava tranquilamente para casa. A morte dele não pode ser em vão”, diz a irmã.

Punições

Atitudes como essa, que colocam a vida de terceiros em risco, são mais comuns do que se imagina, mesmo tendo multas pesadas e punições severas (R$ 1,9 mil). Somente ano passado, 443 motoristas tiveram a CNH suspensa por dirigir embriagado. O número corresponde a um aumento de 27,30%, na comparação com 2014. A Justiça também tem se mostrado rigorosa com os motoristas alcoolizados.

Em 2014, o motorista Luciano Rosa Macedo, 36 anos, foi condenado a 92 anos, 6 meses e 20 dias de prisão por dirigir bêbado e provocar acidente que causou a morte de quatro pessoas e ferimentos em outras duas no trecho urbano da rodovia BR-153, em Rio Preto.

Esta foi a maior pena por este tipo de crime no Brasil. Para o engenheiro de trânsito José Bernardes Felex, a fiscalização, principalmente nas proximidades de grandes festas, devem ser intensificadas. “A simples presença de um policial na cidade ou nas estradas, munido de um bafômetro, pode inibir os abusos dos motoristas”, diz o engenheiro. O especialista sugere aos promotores de eventos e donos de casas noturnas a realização de parcerias com táxis ou locar veículos para transportar clientes com sinais de embriaguez.

 

Fonte: diariodaregiao


Comentário

VEJA TAMBÉM

Categorias

Em destaque

FLOR DA TERRA

São José do Rio Preto-SP.

(17) 3227-5490

Automatize-tech

São José do Rio Preto-SP.

(17) 3021-6890

Delarco Construtora e Negócios Imobiliários Ltda.

São José do Rio Preto-SP.

(17) 3304-1000

Cao Panheiro MA

São José do Rio Preto-SP.

(17) 3224-0378

Super Interior Informática

São José do Rio Preto-SP.

(17) 99201-0863